Archive for the ‘PLR’ Category

image

image

image

image

image

ATO EM FRENTE A ELETROBRAS , HOJE (05/08) 10HS

 

Sobre as listas de essenciais e os 40%:

http://www.mediafire.com/download/d726t112db9qiwq/01-sobre_as_listas_e_os_40%25.3ga

 

Intransigência da Eletrobras e o direito a GREVE:

http://www.mediafire.com/download/mw8ukd54szk9cb9/02-intransigencia_Eletrobras_e_o_direito_a_greve.3ga

 

Postura na audiência, desgaste forçado e o papel de cada um na luta:

http://www.mediafire.com/download/j0otd03b6qke15t/03-postura_na_audiencia%2C_o_desgaste_for%C3%A7ado_e_o_papel_de_cada_um_na_luta.3ga

 

Ameaças e chantagens dos gestores e a PASSEATA de amanhã:

http://www.mediafire.com/download/5lhtslp78aa4080/04-amea%C3%A7as_e_chantagens_dos_gestores_e_PASSEATA.3ga

 

FurnasGREVE

PLR aprovada em 1,92 folhas.

A ser paga semana que vem (29/05/203).

image

Deliberação da proposta da reunião de Brasília,  informativos e aprovação ou não de paralisação.

COMPAREÇAM!

FONTE: ASEF / SINTERGIA-RJ / SENGE-RJ / SINTAERJ

A Eletrobras convocou a FNU/CNE para uma reunião em Brasília, HOJE 23/05/2013, às 14 horas, onde apresentará a proposta de PLR/2012 e a data de pagamento.

Neste sentido, o sindicato irá aguardar o resultado da reunião, e se não houver uma decisão favorável aos trabalhadores(as), será feita assembléia no Sintergia-RJ na própria quinta-feira, dia 23/05/2013, às 18 horas, com indicativo de paralisação de 24 horas no dia 27/05/2013, acompanhando a decisão nacional tomada por todos os sindicatos vinculados a FNU/CNE.

FIQUEM ATENTOS.

Categoria em Furnas delibera sobre PLR

assem_furnas.jpg

Os trabalhadores e trabalhadoras de Furnas aprovaram por unanimidade, na manhã desta terça-feira (21), paralisação com assembleia na próxima segunda-feira (27). A categoria reivindica o pagamento de duas folhas referente à Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Com exceção do ONS, os eletricitários e eletricitárias da CEB, Eletronorte e Eletrobras também reivindicam o pagamento da PLR.

Inicialmente, Furnas ofereceu apenas 1,6. Mas o Sindicato considera a proposta muito aquém do esperado. Segundo fontes, a empresa já admite chegar a 1,9 devido à mobilização da categoria.

“Temos que ter inteligência e usar os grandes eventos a nosso favor. Tanto governo quanto empresas precisam valorizar a classe trabalhadora eletricitária, porque ela tem um papel fundamental para a sociedade”, destacou Carlúcio de Oliveira. No fim da assembleia o diretor do STIU-DF falou sobre a PLR. Para ouvir, clique aqui.

ACT

Carlúcio frisou também que a primeira rodada de negociações para o ACT 2013/2014 foram feitas no Rio de Janeiro, no dia 14 passado. Segundo ele, a reunião foi para prorrogar a Data-Base, que venceu no dia primeiro de maio. Uma nova rodada está prevista para o próximo dia 5.

O sindicalista lembrou que existe uma súmula do Tribunal Superior do Trabalho (TST) que garante a permanência de um Acordo Coletivo de Trabalho até que um novo seja aprovado.

Periculosidade

O diretor de base do STIU-DF, Antônio Maria, pontuou que a empresa não quis fazer um acordo sobre a nova lei da periculosidade, que é extremamente prejudicial à categoria. Mas destacou que a perda salarial para os trabalhadores poderia ser ainda maior, se não fosse a atuação do Sindicato. “A empresa queria calcular a periculosidade só sobre o salário nominal, mas conseguimos que o cálculo também abrangesse as horas-extras”, disse.

FONTE: STIU-DF