Aqui jaz um acordo coletivo, morto após anos de perdas e definhamento!

Posted: August 19, 2015 in Uncategorized

Crédito do texto abaixo ao amigo trabalhador, Renato Dias, que nos encaminhou nos comentários do site.

“”Email enviado ao SINDINORTE:

Estimados representantes sindicais.

No ano de 2011, redigi um texto intitulado “O Obituário do Acordo coletivo” e no ano seguinte, redigi o “Sepultamento do ACT2012”, o qual reproduzo na integra abaixo:
“Estimados companheiros, venho através deste, informar que o acordo coletivo dos eletricitários está sendo sepultado nesta data base.
Há uns dois anos, escrevi o obituário do nosso acordo coletivo, expressando minha indignação com a forma de condução das assembléias e paralisações que em nada afetavam a empresa, e no final, sentíamos a supressão de nossos direitos e benefícios.
Desde 2007, quando ingressei na empresa, nunca acompanhei sequer um acordo coletivo em que os trabalhadores saíssem contentes ou pelo menos esperançosos.
Diante este acordo pífio, ridículo e covarde, sinto que minhas esperanças realmente se acabaram. Não consigo mais acreditar nos nossos representantes sindicais, que prometem muito e não cumprem.
Greve por tempo indeterminado? Que piada. A última esperança da categoria era uma greve desta, que está sendo trocada por migalhas. “…ELETROBRAS tem lucro de R$1,3 bilhões no primeiro trimestre de 2012…”. Isto significa que, apesar da empresar lucrar como nunca, os trabalhadores sempre ficam com migalhas, para que os que ganham mais continuem ganhando cada vez mais. Onde é que o sindicato atua nestas horas?
“grande avanço nas negociações…”. No ano passado falaram a mesma coisa, mas o “ganho real” (que na época já chegou defasado) foi nossa verba de mérito. Abono em ticket? Será que acham que estamos passando fome? Tem que rir pra não chorar.
E este ano? O que nos espera? Até posso prever as palavras dos dirigentes sindicais: – foi muita luta, este fulano é carne de pescoço, não queria dar era nada.- ou seja, temos que nos contentar em sermos tratados como os patinhos feios das estatais, enquanto vemos bancários e petroleiros sempre conseguindo, mesmo com crises nacionais e internacionais, ganhos bem acima dos índices e, também, dos conseguidos pelos nossos batalhadores incansáveis Representantes Sindicais.
É uma triste realidade. Estamos entregues a eles, sem conseguir sequer poder ter esperança.
Onde será que vai acabar? Privatização? Talvez.
Mas a realidade chama-se “empresas formadoras de mão de obra”. Significa que os descontentes (isto já ouvi de um dirigente sindical) “pede pra sair”. Ou seja, ficam estudando para outros concursos, principalmente para a Petrobras, que ainda é o sonho de muitos, pois realmente valoriza os empregados, com salários dignos, PLR 100% linear, benefícios que não são retirados de Acordos…
O sonho de transforma a Eletrobras na Petrobras da energia se torna cada vez mais distante, com estas políticas de arrocho.

É uma pena, mas tem-se que encerrar este desabafo da seguinte maneira:
AQUI JAZ, UM ACORDO COLETIVO
MORTO APÓS ANOS DE PERDAS E DEFINHAMENTO…”.

Espero que neste ano seja diferente. Espero não ter que redigir um texto com o titulo de “A exumação do Acordo Coletivo de Trabalho”.
Espero sinceramente que, ao final das negociações, eu consiga redigir um texto elogiando o trabalho e atuação de nossos sindicalistas, coisa que nunca consegui realizar.

Sem mais.””

image

Comments
  1. Oprimido Holding says:

    Acabamos de receber e-mail da AEEL falando em não ter retroativo. Nao podemos aceitar isso !!!!!!

    3ª Rodada de Negociações do ACT Nacional 2015/2016
    Hoje foi realizada em Brasília a 3ª rodada de negociações – ACT Nacional 2015/2016.
    Diferentemente das duas primeiras rodadas de negociação, a empresa se posicionou com relação aos índices de reajuste dos salários e dos benefícios sociais.
    O inicio foi tenso com a empresa propondo apenas 7% escalonados a partir de agosto – 2,5%, setembro – 2,5% e outubro 2,0% sem a retroatividade.
    A representação dos trabalhadores considerou um acinte e deixou claro que a continuidade da reunião só seria possível em outros termos. A empresa solicitou que houvesse uma interrupção, retornando após o almoço. Às 14 horas a empresa voltou à mesa de discussão, com a proposta de reposição da inflação do período (IPCA) sobre salários e benefícios sociais, ou seja, 8,17% a partir de setembro de 2015.
    No que diz respeito, às demais cláusulas, a empresa mantém as atuais, negando as cláusulas novas.
    Lamentamos mais uma vez a ausência do Sr. Jose da Costa Neto, que aliás, parece não ser presidente da Eletrobras, uma vez que vem se omitido dos problemas frequentes enfrentado pela empresa, tanto no campo institucional como nas relações de trabalho.
    Conforme orientação da FNU/CNE, os Sindicatos irão convocar os trabalhadores para Assembleias Deliberativas a partir de segunda feira.
    Mais informações no Boletim do CNE que será disponibilizado brevemente.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s