Por que devo questionar a aprovação desta proposta de PLR nas assembleias?

Posted: July 24, 2018 in Uncategorized

1 – Em 2015 quando fechamos um acordo no TST, ficou definido que faríamos uma comissão entre empresa e sindicatos para não haver confusão na definição da PLR. A Eletrobras ignorou a existência desta comissão.

2 – Já em 2016, referente à PLR de 2015, a Eletrobras definiu que não pagaria a parcela de EBTIDA das empresas controladas que não tivessem distribuído dividendos. Isto não está em nenhuma linha da Ata do TST e gerou a famosa parcela controversa. Seria importante questionar nas assembleias como estão estas ações judiciais de parcela controversa em cada sindicato.

3 – Neste ano novamente o EBTIDA foi ponto de discussão. A Eletrobras não considerou as indenizações do RBSE das empresas de Transmissão para apurar PLR, mas considerou os valores para distribuir dividendos a ela (Eletrobras). O risco de aceitar algo assim sem ampliar a discussão é ficar sem as indenizações do RBSE no EBTIDA da PLR nos próximos 7 anos. No médio prazo isso pode acabar com a PLR.

4 – Se a Eletrobras não quer considerar as indenizações do RBSE para PLR, então não conte com os dividendos de Eletronorte, CHESF, Furnas e Eletrosul. Não podemos ter duas medidas neste caso.

5 – A grande verdade é que não tivemos negociação, nem clareza nos dados. Temos uma proposta afobada de adiantamento de uma parcelinha para lá de controversa que soa como um “cala a boca’. Mas o que se faz necessário é discutir por que a Eletrobras extinguiu a Comissão, por que a Eletrobras usa critérios unilaterais para definir a meta ebtida e as metas do CMDE e por que a Eletrobras considera seus dividendos mais importantes do que a PLR dos empregados.

6 – A proposta da Eletrobras em pedir quitação total das parcelas com receio de ação judicial denota total insegurança jurídica da empresa na condução do processo. O mais correto seria que a Eletrobras desse maiores explicações sobre tantas dúvidas. A negociação é entre partes e a empresa não é soberana, deve explicações por tantas quebras.

7 – Com tantas confusões e indefinições, podemos estar aos poucos abrindo mão da nossa PLR como fizemos com o Abono no ACT. O abono era em dinheiro. Passou a ser em 4 tickets, depois 3, depois 2, depois 1 e mais 1 que nunca veio e agora nenhum. E com a PLR, vamos fazer exatamente o mesmo?

8 – Com todos estes dados, você até pode votar favorável a esta proposta que soa como um “cala a boca”, mas não poderá dizer no futuro que não teve o alerta das possíveis consequências disso.

Leia e releia antes de votar.

Repasse para os seus contatos.

Fonte: redes sociais.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s